Ao molho pesto

O pesto original, diz a lenda, é uma criação da região de gênova, na Itália. A criação deu tão certo, que passou a ser copiada por várias outras regiões, alterando as proporções. É uma receita simples, camponesa, e que foi inventada pra se usar o que tinha à mão. Chama-se assim por que remete ao verbo pestare, de macerar, triturar, espremer. Era feito colocando o manjericão num pilão e socando junto com castanhas, alho e queijo. As castanhas da receita eram os pinholes, um tipo de castanha bem miúda que cresce por lá. Aqui, o melhor é replicar não com os pinholes, nem com pilão, mas com tudo o que se tem à disposição. O ingrediente mais indispensável dessa receita eu te conto: a simplicidade.

Já testamos várias castanhas em substituição e a ganhadora foi a castanha de caju. O sabor é um pouco mais doce, mas muito agradável, e a textura é bem aceitável comparada aos pinholes. E usamos um processador, mas vale testar também um liquidificador, porque não? O que vale é manter essa essência de não tornar a vida mais complicada do que precisa.

Você pode também fazer uma testagem por aí também – eu garanto que essa é uma experiência divertida. Minha impressão é que a castanha do pará e a macadâmia tem uma textura muito farinhenta, que não ficou tão boa no paladar. A amêndoa, se você tirar a pele antes de usar é bem razoável como substituição, mas é importada (e trabalhosa, já que é preciso tirar a pele); as nozes (pecãs ou comuns) são amargas demais. Por isso, venceu o caju.

A receita aí é pra dois, que éramos os que estavam em casa hoje:

PESTO DE MANJERICÃO

Pesto de manjericão
Molho pesto

2 molhos de manjericão
1 dente grande de alho
2 col. sopa cheias de castanha de caju
1 col. sopa de parmesão
azeite até cobrir

No processador, a quantidade de manjericão; o molho pronto, para ser servido; e a quantidade de azeite, bem de pertinho.

O pesto pode ser sem laticínios – vegan – e não precisa de nada mais pra ficar delicioso. Nosso segredo, além da já mencionada simplicidade, é deixar que o manjericão seja o ingrediente mais abundante, e mais aromático.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s