PANC para cultivar em casa: capuchinha

Tenho andado bem impressionada com a facilidade de cultivo da capuchinha, aquela florzinha alaranjada que tem um gosto bem ardido, que lembra a raiz forte. As mudinhas pegaram rápido, saíram novas folhas em 15 dias, e quase não tenho trabalho regando.

Capuchinha é uma flor que tem ganho popularidade por ser comestível e em alguns lugares já se encontra pra vender – mas quase sempre o preço é meio amargo. Pra quem tem um vasinho e se interessa pela flor, uma coisa que recomendo é cultivá-las. Produzem bem e é tão fácil que mesmo quem não tem prática de cuidar de plantas tem chance de fazer a plantinha ir pra frente.

As minhas mudas consegui arrancando alguns ramos de uma touceira que ficava no lote do vizinho. Por aqui, capuchinha é mato, e achei isso um bom presságio do quanto o cultivo não ia mesmo me dar trabalho.

DSC_0499.JPG
Catando capuchinha no lote do vizinho

Foi bem fácil plantar. Tirei as folhas não muito bonitas, deixando o caule mais exposto pra enraizar, e dividi em 4 partes com duas folhas ao menos. Quando a planta é mais delicada, é bom deixar na água pra criar raízes antes de plantar, mas esse não é o caso da capuchinha. Coloquei direto na terra. Em poucas horas ela ficou viçosa e daí a 15 dias comecei a ver as primeiras folhas novas saindo. Nenhuma muda morreu nesse processo.

_DSC0041.JPG
Mudinhas ainda meio murchas, no dia em que plantei. Um ramo grande foi dividido em 5 mudas e colocados em um vaso largo

Vale dizer que a capuchinha cria raízes a partir de caules (esse processo que fiz, que se chama estaquia), mas também pode ser plantada por sementes.

Como qualquer outra planta que produz flores, ela vai precisar de um pouco de sol direto pra florir. O ideal são 4 horas, mas a partir de 2 ou 3 elas costumam responder com algumas flores. Não precisa se preocupar tanto com rega, pois a capuchinha resiste bem à seca. Deixe pra molhar apenas quando a terra não estiver mais úmida –  o que varia de acordo com a região onde você mora e a estação do ano (pra você ter ideia: aqui no inverno do Paraná estou molhando uma vez por semana).

E a melhor parte: capuchinha é uma planta maravilhosa pra você plantar no mesmo vaso ou canteiro que tomate, pepino ou rabanete, pois ela repele pragas e funciona como uma planta companheira para essas outras, melhorando a produção. Mesmo que você não tenha nenhuma dessas outras plantas, cultivar capuchinha é uma ótima forma de controle orgânico do jardim. Ela também atrai certos insetos que controlam pragas da couve e de outras plantas, mesmo que não estejam plantadas no mesmo canteiro.

_DSC0250.JPG
Um mês depois de plantadas já tem várias folhas novas, e estão todas viradas pro sol. Logo vem flores ❤

Além do cultivo fácil e da ajuda que ela dá no manejo dos vasos e jardins, dá pra aproveitar toda a planta no prato. As flores são mais famosas, mas as folhas arredondadas também têm o mesmo gosto ardido, que geralmente se compara com o agrião – mas que particularmente acho mais parecido com a raiz forte. As vagens arredondadas  podem ser fermentados em vinagre ou salmoura e viram conservas, e mesmo as sementes (que ficam dentro das tais vagens arredondadas) podem ser moídas e são mais picantes que pimenta do reino. Nenhuma dúvida de que é uma plantinha linda, saborosa e super versátil.

_DSC0231.JPG
Estas são as vagens arredondadas da capuchinha. Dentro delas ficam as sementes. Você pode tanto fazer conserva com elas, quanto secar pra usar as sementes no moedor de pimenta

Uma resposta para “PANC para cultivar em casa: capuchinha”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s