Batata rústica assada com creme de azedinha

A azedinha é tão gostosa que parece que já veio temperada com limão por dentro. É uma PANC maravilhosa, que ainda é mais coisa de quintal e pouco vendida, mas que deixa qualquer salada com folha de alface no chinelo.

Mas dá pra usar de outros jeitos além da salada.

Uma coisa que precisa ter cuidado: esse nome azedinha aparece como nome popular pra muitas outras espécies. Trevinhos, por exemplo, também são chamados de azedinha. Begônias também. Folhas de cuxá/hibisco idem. Em todas elas, flores e folhas são comestíveis (e claro, são azedinhas).

azedinha
As folhas da azedinha
_DSC0376
Uma folha da azedinha bem de perto

A azedinha de que estamos falando é essa da foto. O nome científico da espécie é Rumex Acetosa, caso alguém queira procurar pela internet por mudas ou sementes. Ela dá uma touceira bem bonita, eventualmente fica até florida e se dá melhor com o clima no sul/sudeste.

Também é perfeitamente possível cultivar em apartamento, em vasos maiores, pra conseguir ter produção. Só que ela precisa de bastante sol.

a receita que vou explicar aí embaixo é um jeito muito gostoso de usar azedinha sem ser em salada. A receita é parecida com um pesto, mas não usa castanhas, que é pra deixar mais refrescante. Vai muito bem acompanhando as batatas assadas, mas certamente também dá pra usar ele mais ralo como molho de salada e em outras ocasiões:

BATATA RÚSTICA ASSADA COM CREME DE AZEDINHA

molho de azedinha
Creme de azedinha enfeitado com uma flor de capuchinha, pra servir com batatas rústicas assadas

500g de batatas
azeite
sal
folhas de orégano fresco
folhas de manjericão fresco para finalizar

Para o creme:
1 maço de azedinhas (150g de folhas aproximadamente)
4 colheres de sopa de parmesão ralado fino (50g)
1 dente de alho
2-3 colheres de azeite de oliva
1 pitada de sal

1. Comece preparando as batatas. Lave bem, retire imperfeições e corte em cubos grandes. Não é preciso retirar as cascas. Elas são gostosas e combinam bem com o prato;

2. Tempere com folhas de orégano fresco, sal e azeite à gosto. Espalhe o tempero com as mãos e leve ao forno por aproximadamente 30 a 40 minutos;

Batata rústica
As batatas antes de irem pro forno

3. Enquanto as batatas assam, faça o creme de azedinha. Lave as folhas. Se quiser, você pode tirar os cabinhos. Eles são comestíveis e azedinhos como a folha, mas deixam uma aparência no molho um pouco fibrosa. A textura na boca com o creme feito com os cabinhos, no entanto, é boa, não fica fibrosa. Fica à critério tirar ou não os cabinhos (aqui usamos tudo);

4. Coloque as folhas em um processador junto com o dente de alho e o queijo parmesão ralado em ralo fino. Bata tudo até formar uma pasta;

5. Coloque em uma vasilha e prove. Regue com 2 ou 3 colheres de azeite e misture bem. Prove e acerte o sal caso seja necessário;

6. Finalize as batatas com folhas de manjericão fresco por cima. Sirva o creme como acompanhamento pra mergulhar cada pedacinho delas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s