Folha de cenoura se come?

Como duas irmãs podem ser tão diferentes? Enquanto eu sempre gostei de verduras e legumes, e de experimentar coisas novas, minha irmã sempre deu muito trabalho pra comer esses três itens.

Ela ainda dá. Receber ela em casa, embora eu sempre fique muito feliz, também é garantia de descompasso. É que eu também tenho minhas preferências, e rejeito quase tudo ultra industrializado (ou aceito só pra agradar o anfitrião). Eu também posso ser um bocado chata com essa mania.

Enquanto éramos pequenas, e minha mãe precisava fazer com que ela provasse as comidas e comesse verduras (não é isso que os pais fazem?), ela sempre tentava alguns truques. Muitas vezes isso só serviu pra deixar a minha irmã mais e mais cabrera de experimentar coisas novas. Mas teve vez que funcionou.

Com uns 4–5 anos de idade, minha irmã não queria provar rocambole. Torcia o nariz mesmo e não adiantava dizer que era doce ou qualquer coisa assim. Daí minha mãe desistiu do rocambole e resolveu apresentar um prato novo pra ela: o “bolo enrolado”. Fez o bolo. Colocou na forma. Mostrou pra minha irmã que estava colocando pra assar. Ensinou e mostrou pra ela como se fazia pro bolo ficar enrolado. Serviu e… ela provou e adorou. Claro, quando ela contou que aquilo era o rocambole, já tinha pego a menina pelo estômago. Mas em outras ocasiões, isso não funcionou tão bem. Misturar outras verduras na couve — uma verdura que a minha irmã comia — era das que menos funcionava. Por fim, ela parou de comer couve.

Só que havia uma verdura que minha irmã gostava, além da couve, e que nunca precisou de qualquer enrolação. Era a folha de cenoura.

Folha de cenoura é um pouco dura pra você simplesmente refogar. É bom cozinhar um pouco mais. Minha mãe fazia um bolinho frito, desses bem dia-a-dia, feito no olho, juntando farinha, leite e ovos com as folhas da cenoura picadas. Fazia um sucesso danado.

O caso é que lá em casa sempre tivemos por hábito comer folhas de cenoura. E me surpreendo quando entendo que as pessoas não o fazem. E que algumas nem sabem que isso é de comer. Além do bolinho, eu costumava fazer omeletes (quando eu comia ovo), e por fim, nesse último ano, o que mais faço é uma torta de liquidificador com folhas de cenoura, porque tenho preguiça de fazer fritura. É assim:

TORTA DE FOLHA DE CENOURA

1 maço de folhas de cenoura (a quantidade da foto)
1 copo de farinha de trigo
1 copo de farinha de trigo integral
1 colher de sopa de linhaça deixada de molho em 2 colheres de água
1 e 1/4 copo de água (ou soro de leite, ou leite. o que tiver. já testei todas as versões e todas dão certo)
3/4 copo de óleo
1 cenoura cortada em cubos
1 mão cheia de passas
1 colher de chá de sal
1/2 colher de chá de bicarbonato
1/4 colher de chá de suco de limão
gergelim, pra finalizar por cima da torta

  1. Pique as folhas de cenoura, a cenoura e reserve numa vasilha, junto com as passas;
  2. coloque a linhça de molho, preferencialmente em água morna, por 10 minutos. Ela vai soltar uma mucilagem, que será responsável por dar liga à torta;
  3. Coloque a farinha, o óleo a linhaça o bicarbonato e o limão no liquidificador e aperte o play;
  4. Misture a massa batida com a folha de cenoura, as cenouras e passas. Despeje em uma forma e salpique gergelim por cima. Ele forma uma casquinha crocante surpreendentemente saborosa;
  5. Asse por cerca de 45 minutos em forno médio.

Uma curiosidade: o bicarbonato + limão é o que eu uso como fermento químico, como eu já expliquei em outro post. Fujo do fermento comprado porque todos são transgênicos, mas o resultado do bicarbonato + limão é ótimo.

Sim, saborosa!

Se vc quiser uma torta maior ou menor, ajustar é moleza. Repare que pra cada copo de farinha há um copo de líquido, metade com água, metade com óleo. Dá pra colocar mais um de farinha, junto com outro de líquido, meio água meio óleo. A linhaça na água forma uma mucilagem que é equivalente ao efeito de emulsificação do ovo. Se colocar mais um copo de farinha, pode acrescentar mais uma colher de linhaça que não se erra.

Linhaça na água, para soltar uma mucilagem antes de ir pra torta

Ponha muita folha de cenoura, porque você vai querer que a torta tenha gosto. Dá também pra colocar qualquer outro legume nessa base que eu sugeri. Eu escolho cenoura porque acho que fica genial: é que depois de 40 minutos no forno, o sabor da cenoura-raiz começa a adocicar bastante, bem diferente do aroma das folhas. No fundo, cenoura e folha de cenoura são duas irmãs, filhas da mesma semente, com sabores bem diferentes. E ainda assim, tão parecidas…

Enquanto pico as folhas, o aroma é incrível. Aliás, se você ver algumas folhas dessas no mercado, belisque. É incrível. Tem cheiro de cenoura, mas ao mesmo tempo tem um cheiro fresco, como convém a uma folha. E o cheiro convence muito mais do que minha receita.

É tão gostoso que nem a irmã que não gosta de verduras conseguiu resistir. E ninguém nunca precisou mentir.

2 respostas para “Folha de cenoura se come?”

  1. Oi! Fiz a torta hoje e gostei bastante! Mas acho que faltou o sal na receita não? Coloquei cerca de uma colher de chá e ficou bom, talvez coloque um pouco mais na próxima vez. Vou repetir, com certeza! Bjs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s